quinta-feira, 2 de junho de 2011

VOZ PASSIVA ANALÍTICA

   A transformação da VOZ ATIVA em VOZ PASSIVA ANALÍTICA segue o seguinte esquema simples:

SUJEITO AGENTE --> AGENTE DA PASSIVA (POR + SUJEITO)
VTD ou VTDI --> VERBO AUXILIAR (ser) + VERBO PARTICÍPIO 
OBJETO DIRETO --> SUJEITO PACIENTE

Observemos que qualquer outro termo (OBJETO INDIRETO, ADJUNTO ADVERBIAL, VOCATIVO...) NÃO sofrem alterações.

   Alguns exemplos:

A)   O professor explicou a transformação aos alunos
    (SUJ. AGENTE) (VTDI)         (OD)              (OI)

A transformação foi explicada pelo professor aos alunos.
(SUJ. PACIENTE)  (V.A.+V.P.)  (AG. PASSIVA)     (OI)


   Cuidado para não errar o tempo verbal do verbo auxiliar da passiva, que deve ser O MESMO do verbo da voz ativa. (Exemplo: se a voz ativa tivesse o verbo "explicará", a voz passiva teria "será explicada"; se tivesse o verbo "explica", a voz passiva teria "é explicada")

   Mas, como fazer a voz passiva analítica da oração presente na tirinha abaixo?

   Quando a voz ativa traz uma locução verbal com 2 verbos, a voz passiva analítica apresentará 3 verbos (sempre 1 verbo a mais). Assim, quem sofre a transformação não é o auxiliar "estão", e sim o verbo principal "facilitando", mantendo-se a forma de gerúndio. Observe:

A compra da casa própria está sendo bastante facilitada por esses novos financiamentos.

   Alguém aí errou a transformação do objeto direto em sujeito paciente, ou a do sujeito agente em agente da passiva? Não, né? Então observe quais seriam as possíveis dificuldades dessa transformação:

a) o verbo "estão" (da voz ativa) passa a ser "está", por concordar com o novo sujeito (a compra da casa própria)
b) o verbo "sendo" é o gerúndio do verbo auxiliar "ser", para manter a mesma forma do verbo "facilitando" da voz ativa.
c) o verbo "facilitada" é o particípio do verbo "facilitar", em concordância nominal com o sujeito.
d) o advérbio bastante está ali só para atrapalhar; lembre-se de que os adjuntos adverbiais não sofrem transformação na voz passiva.

   Depois dessa, não tem mais o que errar de voz passiva analítica.

   Beijos!!!

5 comentários:

  1. Olá, muito bom seu blog! Gostaria de saber como transformar frases passivas analíticas desse tipo (com 3 verbos) em passivas sintéticas.

    ResponderExcluir
  2. OLÁ,gostei muito desse blog pos me ajudou bastante!!
    rsrsr gosti valeu ...

    ResponderExcluir
  3. mt bom esse blog ele me agudou demais :D

    ResponderExcluir
  4. Po cuurti muito , me ajudou muito , obrigadaa ! :)

    ResponderExcluir