domingo, 20 de maio de 2012

CONCORDÂNCIA NOMINAL

   A concordância nominal é baseada na relação que se estabelece entre um nome e as palavras adjetivas que a ele se relacionam. Sendo assim, algumas palavras fazem normalmente esta concordância, por possuírem a capacidade de variação em gênero e número, como é o caso principalmente de artigos, numerais, pronomes adjetivos (aqueles que acompanham um substantivo) e adjetivos. No entanto, advérbios são classes que podem se referir a nomes (adjetivos ou outros advérbios) e nunca variam.
   Diante disso, a melhor estratégia para acertar uma concordância nominal é estar atento à classe gramatical das palavras. Nas frases abaixo, os termos destacados variam porque são adjetivos (ou palavras com valor de adjetivo, isto é, adjuntos adnominais).

O EVENTO CONTARÁ COM MUITAS ATRAÇÕES.

FUI À FEIRA E COMPREI BASTANTES FRUTAS.

ELAS MESMAS COMERAM MEIA MELANCIA À TARDE.


   Já nos exemplos a seguir, as palavras destacadas não variam por serem advérbios e, portanto, não permitirem tal variação.

ELES ESTÃO COM MENOS DÚVIDAS AGORA.

AS ATENDENTES PARECIAM BASTANTE SIMPÁTICAS.

A VOCALISTA CANTOU MESMO ESTANDO MEIO ROUCA.


   Os erros de concordância nominal fazem parte do grupo de erros que possibilita o preconceito linguístico, como podemos perceber na tirinha abaixo:


   O preconceito linguístico deve ser evitado, mas é quase inviável não achar estranho quando alguém faz uma construção como "*menas cerveja".

   Beijos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário