quarta-feira, 15 de maio de 2013

PALAVRA POLISSÊMICA

   Em muitos textos o humor está baseado nas construções linguísticas que são permitidas na língua portuguesa. Um exemplo disso são as palavras polissêmicas, que permitem dois sentidos diferentes para uma mesma expressão. Observe o exemplo abaixo:


   Ao anunciar que "Os animais são muito importantes na nossa vida", o personagem direciona o leitor para o fato de que citará a importância de diferentes animais, como as abelhas, as vacas, as galinhas e os pardais. No entanto, ao chegar no último exemplo, temos uma aparente incoerência: "os pardais nos dão as multas". Ao imaginar a impossibilidade de que um pardal (o animal) nos dê uma multa, percebemos que o humor está baseado na polissemia do substantivo "pardal", que também pode significar "medidor de velocidade nas estradas", um aparelho que tira fotos dos carros que estão acima da velocidade, implicando multas. 

   Esteja atento a recursos que permitem multiplicidade de sentidos, eles frequentemente são questões de prova.

   Ainda seria possível criar uma questão relacionada a figuras de linguagem. A oração "os pardais nos dão as multas" é exemplo de prosopopeia (ou personificação), pois o instrumento "pardal" não dá multas, ele apenas possibilita que seres humanos visualizem a infração e apliquem a multa em um determinado motorista, estando assim com características humanas.

   Beijos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário